M
"

CONTACTOS

Contactos

ESCRITÓRIO

Av. da República, 35, 1º andar, 1050-186 Lisboa – Portugal

Telefone: (+351) 263500359

Fax: (+351) 263500357

E-mail: geral@intacol.pt

Google Maps

 

FÁBRICA

Pinhal dos Mouros

2120-064 Salvaterra de Magos

Phone: (+351) 263500359

Fax: (+351) 263500357

Google Maps

Social

Comercial

Agende a Visita de um Comercial:

+800 911 593

geral@intacol.pt

Considerando as condicionantes e limitações que um cavalo sénior apresenta (link artigo 4.1.), o maneio alimentar deve ser efetivamente ajustado por forma a favorecer a manutenção da condição corporal do mesmo, o que pode ser por vezes desafiante.

Água 

É fundamental monitorizar o consumo de água nestes equinos. No inverno a temperatura da água pode desencorajar a sua ingestão, pelo que devemos estar particularmente atentos para garantir que as necessidades em água são supridas. No verão, por sua vez, o aumento da temperatura requer uma maior ingestão de água, para garantir uma correta hidratação.

Forragem  

A forragem é uma componente vital da dieta. No cavalo sénior torna-se particularmente importante a utilização de forragem de boa qualidade, considerando que a ingestão e eficácia digestiva poderão estar diminuídas (particularmente quando se verificam problemas dentários).

A forragem poderá ser suficiente para suprir as necessidades energéticas, sendo que nesse caso deverá adicionar-se um balanceador, por forma a fornecer proteína (em particular lisina), vitaminas e minerais de acordo com as necessidades. Balance

Caso a forragem não seja suficiente para cumprir com os requerimentos energéticos deverá considerar-se a inclusão de um alimento adequado a cavalos séniores e/ou um complemento fonte de gordura (por exemplo um óleo de linho), por forma a aumentar o aporte energético. Dê preferência a um alimento composto administrado sob a forma de “papa”, dadas as dificuldades dentárias características do cavalo sénior. Mash

Dificuldades na ingestão de forragem relacionadas com problemas dentários poderão ser ultrapassadas utilizando fontes forrageiras sob a forma de granulado ou cubos demolhados em água. Alfabeet, Wafer

Alimentos compostos complementares    

Alimentos concentrados adequados a cavalos séniores (MASH) apresentam, de uma forma geral, um ingrediente fibroso como a luzerna ou beterraba, e são formulados por forma a serem administrados em maior quantidade face a um alimento concentrado regular, visando suprir uma parte das necessidades em fibra destes animais.

Estando a absorção proteica no cavalo sénior diminuída, o alimento concentrado deverá fornecer um teor proteico superior e deverá ser uma boa fonte de lisina (aminoácido limitante no cavalo).

A incorporação de gordura permite obter um incremento calórico sem que se aumentem os hidratos de carbono não estruturais (amido e açúcares), que deverão ser diminutos na alimentação destes cavalos (particularmente em animais com Síndrome de Cushing ou resistência à insulina). 

Os níveis de vitaminas e minerais fornecidos deverão considerar a diminuição da eficiência digestiva destes animais. Poderá verificar-se maior stress oxidativo nestes animais pelo que níveis adequados de antioxidantes primários, vitamina C e E deverão ser assegurados.

A suplementação com probióticos poderá ser benéfica, bem como a utilização de condroprotetores em cavalos afetados por doença articular. Gastrobalance, Artiplus